Uma mulher que se passava por cigana foi presa na última segunda-feira (12) sob suspeita de extorquir dinheiro de um cliente após uma consulta para que ele reatasse um romance na cidade de Praia Grande (litoral de São Paulo). Um corretor de seguros também foi preso como cúmplice pelo crime.

Segundo informações da SSP (Secretaria de Segurança Pública), a vítima, um empreiteiro de 57 anos, procurou a suposta cigana há cerca de cinco meses após ver um anúncio em um jornal em que ela prometia trazer o amor ao cliente em uma hora. No encontro, ele afirmou a mulher que pretendia reatar um romance extraconjugal.

Depois de algum tempo, o empreiteiro decidiu interromper as consultas regulares com a cigana, informou a secretária. Foi quando ele começou a ser ameaçado de que teria sua infidelidade revelada. Após alguns meses realizando pagamento a mulher, o empreiteiro decidiu acionar a polícia.

A SSP informou que a prisão dos suspeitos aconteceu durante um encontro em que a vítima entregaria R$ 400 ao casal. Os suspeitos foram encaminhados para o 1º DP de Praia Grande e devem responder pelos crimes de extorsão e corrupção de menor, uma vez que eles estavam acompanhados de um adolescente no momento da prisão.

Fonte: Folha Online