Pastores da CIMADB que decidiram se desligar da CGADB
Pastores da CIMADB que decidiram se desligar da CGADB

Conforme anunciado, mais de 25 mil pastores estariam se preparando para deixar a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) para se filiarem a uma nova convenção nacional que está sendo criada. E a “debandada” já começou.

Na segunda-feira, 06, o presidente da Assembleia de Deus em Belém do Pará, pastor Samuel Câmara, protocolou o seu pedido de desligamento da instituição, após 33 anos de filiação.

Três dias depois, nesta quinta-feira, 9, foi a vez de Jonatas Câmara, pastor da Assembleia de Deus de Manaus e irmão de Samuel, protocolar sua saída da convenção. Junto com o seu pedido estava também o da Convenção Estadual da Assembleia de Deus no Amazonas (CEADAM).

A decisão foi assinada pelos pastores que participaram de uma reunião no dia 29 de setembro na sede da CEADAM e ali votaram em deixar a CGADB, por unanimidade.

O texto compartilhado pelo pastor mostra que a decisão é “irretratável e irrevogável” e que tal posicionamento não tem ligação com a membresia das igrejas que fazem parte da convenção estadual.

A CEADAM é a segunda maior convenção do Brasil, ficando atrás apenas da CONFRADESP, possuindo 3.085 igrejas no Estado do Amazonas e tendo 272 mil membros.

Também nesta quinta-feira, a Convenção da Igreja-Mãe das Assembleias de Deus em Belém (CIMADB) decidiu, por unanimidade, deixar a Convenção da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB).

O encontro aconteceu no Templo Central de Belém com milhares de pastores que votaram pensando na emancipação da convenção local. Presididos pelo pastor Domingos Sena, o evento contou com a participação de toda a diretoria da CIMADB e também com representantes da Igreja-Mãe, com exceção do pastor Samuel Câmara, que está em viagem.

Após a votação, a CIMADB irá oficializar o requerimento e irá apresentar seu desligamento à CGADB.

Quem também já pediu o desligamento da CGADB foram os pastores do Amapá Oton Miranda de Alencar, presidente da Assembleia de Deus A Pioneira; o pastor Dimas Leite Rabelo, presidente da Assembleia de Deus Zona Norte; o Pastor Ezer Belo das Chagas, presidente da Assembleia de Deus do Avivamento); além do pastor Jônatas Câmara, do Amazonas.

Todos estes que pediram desligamento da CGADB farão parte da Convenção da Assembleia de Deus do Brasil (CADB) que será constituída no dia 2 de dezembro às 19h no Centro de Convenções Centenário Assembleia De Deus. Estima-se que mais de 25 mil pastores de todo o Brasil deixarão a CGADB para se filiarem à nova convenção.

Fonte: JM Notícia