Vahid Halilhodzic orientou seus atletas a falarem apenas sobre coisas relacionados ao futebol.

Uma das duas seleções africanas classificadas para as oitavas de final da Copa do Mundo de 2014, os jogadores da Argélia foram proibidos pelo treinador Vahid Halilhodzic de falarem sobre coisas relacionadas as crenças de seu país.

Tal proibição ocorreu devido ao fato de que até o fim do mundial os jogadores deverão fazer jejum em dias de sol, assim como prevê a religião.

O atacante Slimani foi o primeiro a passar pelo questionamento. “Essa pergunta não tem resposta. Falamos apenas assuntos relacionados a futebol”, frisou.

Nas oitavas de final do Mundial a Argélia terá pela frente a toda poderosa Alemanha, que é vista por muitos como uma das grandes favoritas ao título.
[b]
Fonte: Futnet[/b]