O embaixador norte-americano em Belarus (Bielorússia) foi expulso na sexta feira, num movimento diplomático que está aumentando as tensões entre Belarus e os Estados Unidos.

De acordo com a agência de notícias cristãs Mission Network News (MNN), a situação pode isolar Belarus do resto da Europa.

Embora o embaixador Karen Stewart tenha sido convidado a deixar o país, a MNN relatou que o Departamento do Estado norte-americano queria rever a situação primeiro e a pediu uma resposta firme.

A SGA (Slavic Gospel Association) relatou que o porta-voz do presidente George W.Bush chamou a expulsão de “tremendamente decepcionante”.

O porta-voz do Departamento do Estado, Gordon Johndroe, adicionou ainda que o presidente e os “Estados Unidos irão continuar ao lado do povo de Belarus na busca por liberdade de expressão”.

A SGA comentou que os governos do oeste e a mídia frequentemente referem à Belarus como “a última ditadura da Europa”. O presidente Lukashenko tem tolerado pouco a dissensão desde 1994, e está frequentemente contra os Estados Unidos e outras nações européias.

A situação das igrejas

De acordo com a SGA, embora as igrejas evangélicas em Belarus desfrutem de um tempo pequeno de relativa liberdade depois do colapso da União Soviética, o governo iniciou significantemente restrições às igrejas depois que Lukashenko assumiu o poder.
O presidente da SGA, Dr Robert Provost, disse num artigo que as orações contínuas para essa nação são essenciais.

Provost comentou: “Hoje, em Belarus, as igrejas evangélicas não têm permissão para atuar publicamente. Os pastores e missionários podem encontrar dificuldades significativas na relação com as autoridades locais. Mas, apesar desses desafios, o ministério dessas igrejas continua e Deus continua agindo para que a Palavra seja proclamada”.

“Nosso desejo é servir três igrejas de qualquer maneira possível. Servimos a um Deus soberano, e Sua Palavra nos diz que o coração do rei é como torrentes de água na mão de Deus (Prov 21:1). Por favor continue juntos conosco nessa caminhada de oração para que haja liberdade plena na proclamação do evangelho”.

A MNN é uma prestadora de serviço na área de notícias que mantém os cristãos informados sobre missões no mundo todo.

Fonte: Portas Abertas