Os cristãos indianos de Hyderabad, capital de Andhra Pradesh, estão pedindo uma lei que os proteja e previna contra a violência contra as minorias. São muitas as agressões sofridas pelos cristãos na região.

Ativistas hindus e alguns partidos, no entanto, organizaram protestos públicos, pedindo o banimento de qualquer atividade dos cristãos, na cidade santa hindu de Tirupati.

J.J. Kumar Luke, membro da Igreja Metodista Telugu, escreveu à agência missionária de notícias _ AsiaNews _ contando que um pastor, em Asifnagar, foi agredido por supostos ativistas hindus. “Quando o pastor foi fazer a denúncia à polícia, esta instaurou um inquérito contra ele, acusando-o de conversão” _ escreve Luke.

Pe. Anthony Thumma, diretor diocesano da Comissão de Diálogo e Ecumenismo, do Conselho Episcopal de Secunderabad, explicou à AsiaNews, que a Federação Cristã de Andhra Pradesh pede, desde 2004, uma lei que previna a violência contra as minorias.

Enquanto os cristãos pedem maior tutela legal, os ativistas de Sangh Parivar lançaram, no dia 6 de março, uma campanha contra as atividades dos missionários cristãos junto ao templo Tirumala Tirupati, na cidade de Tirupati.

O templo do deus hindu Venkateshwara, em Tirupati, é o primeiro dos lugares sagrados do Hinduísmo. O protesto quer forçar o governo federal e o governo de Andhra Pradesh a emanar uma lei que proíba toda e qualquer atividade cristã na região.

Fonte: Rádio Vaticano