Uma deputada do sul da Alemanha propôs uma nova lei segundo a qual casamentos valeriam por apenas sete anos e teriam que ser renovados depois desse período.

A deputada Gabriele Pauli, do Estado da Baviera, disse que depois de sete anos os cônjuges poderiam renovar os votos do casamento por mais tempo.

Segundo Pauli, a medida evitaria os altos custos de uma separação. Na Alemanha, quase a metade dos casamentos acaba em divórcio.

“Vários casais só continuam juntos porque têm medo da separação”, disse a deputada (foto à esq.), que é candidata ao cargo de líder do partido União Cristã-Social da Baviera (CSU, na sigla alemã), um dos parceiros da coalizão de governo liderada pela chanceler Angela Merkel.

Polêmica

Sua proposta causou polêmica – principalmente entre dentro do próprio partido, que é bastante conservador.

“É claro que casamentos podem durar a vida toda,” disse Pauli. No entanto, “casais deveriam ficar juntos por amor, e não por comodidade ou interesse.”

Não é a primeira vez que a política bávara causa furor: ela foi uma das responsáveis pela queda do atual chefe do partido CSU e governador da Baviera, Edmund Stoiber, que renunciou aos dois cargos.

Ela foi uma das lideranças que expressaram insatisfação contra Stoiber, que dirigia o CSU desde 1993.

Pauli também causou frisson na imprensa ao ser fotografada em poses sensuais para uma revista, em roupas justas de couro.

Ela apresentou a proposta como parte de sua plataforma política na disputa pela liderança do partido, que será definida nesta semana, em uma convenção do CSU.

A deputada de 50 anos da cidade alemã de Fürth vive separada do marido. Analistas lhe dão poucas chances de chegar à liderança do partido.

Fonte: BBC Brasil