Ernie Chambers (foto), o senador americano do Estado de Nebrasca que processou Deus por causar inumeráveis mortes e horror, recebeu algo inesperado: a resposta “divina”.

Na quarta-feira, apareceu milagrosamente, na Corte do distrito de Omaha, um papel em que eram apresentados os argumentos da defesa.

Na semana passada, Chambers abriu um processo contra o Todo Poderoso alegando que Deus fez ameaças terroristas contra ele e seus eleitores, causou medo e provocou “ampla mortandade, destruição e aterrorização de milhões de habitantes da Terra”.

A intenção do senador era mostrar que qualquer um pode processar quem queira nos Estados Unidos.

Porém, “Deus” aparentemente não concorda com a afirmação e respondeu por escrito que as leis da Terra não valem para Ele e que a Justiça não tem jurisprudência para condená-lo.

Segundo um amigo do senador, um dos trechos da carta de defesa dizia: “Eu criei o homem e a mulher com livre arbítrio e promessa de vida eterna. A liberdade é o maior presente que dei para vocês”.

Também surgiu uma segunda “resposta divina”, com os números de telefone de um escritório de advogados da cidade de Corpus Christi, no Texas.

Fonte: AP