Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e o pastor Silas Malafaia, da Associação Vitória em Cristo trocaram acusações em clima de eleição.

O bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e o pastor Silas Malafaia, da Associação Vitória em Cristo, protagonizaram nesta semana um bate-boca virtual sobre o posicionamento político das duas denominações evangélicas. O duelo mexeu com os ânimos de fiéis na internet.

Em seu blog, o bispo Macedo, que apoia Dilma Rousseff (PT) e comanda cerca de 6 milhões de seguidores, acusou Malafaia de se deixar enganar por um “profeta velho” ao declarar voto em José Serra (PSDB). O “engano” de Malafaia, afirmou o bispo, tem relação com o posicionamento do candidato em dois temas críticos entre os evangélicos: união civil de homossexuais e aborto.

Para questionar Malafaia, Macedo mencionou o fato de o tucano ter declarado não se opor à união civil de homossexuais e a um relato não confirmado de que Monica Serra, mulher do presidenciável, teria feito um aborto — versão que o candidato nega com veemência.

“Veja o que aconteceu com o pastor Silas Malafaia, que iniciou a campanha política apoiando a candidata Marina Silva e depois, usando o argumento frágil de que o partido dela, o PV, apoiava o aborto, mudou de lado e, para justificar que não apoiaria a candidata Dilma, acusou o PT de ser a favor do aborto e apoiar o casamento de homossexuais. Pronto, o caminho estava aberto para, sabe-se lá com que interesse, apoiar o candidato Serra”, diz Macedo.

”Agora ficam as perguntas: o que fez o pastor Malafaia mudar de lado? Ele vai continuar apoiando o Serra? Diante desse cenário, temos de lembrar o que aconteceu com o homem de Deus (I Reis 13) que seguia o seu caminho e foi levado à morte, enganado pelo profeta velho, porque não guardou a sua fé“, continuou Macedo.

Como resposta, Malafaia diz que irá provar quem é o “falso profeta”, afirmando que o texto de Macedo possui “cinco mentiras e duas insinuações maldosas” contra ele. O pastor afirma que nunca disse que Marina apoiava o aborto, mas que mudou de ideia sobre seu apoio porque a candidata do PV não teria tido uma posição firme sobre o tema. “Ela ficou em cima do muro.”

Malafaia, em dois vídeos postados no YouTube, que ao todo somam 23 minutos, retruca o bispo também citando passagem bíblica.

“Até o tolo quando se cala, se passa por sábio. Edir Macedo perdeu uma oportunidade fenomenal de ficar calado, mas como falou, é pior do que tolo”, afirmou Malafaia.

”Eu tenho pena de você, rapaz. Eu entendo por que você defende Dilma. É porque você defende aborto, essa nojeira”, disse.

Segundo Malafaia, entre as “mentiras” de Macedo está o fato de que tanto Dilma como Serra não se opõem à união civil homossexual. Ele acusa o bispo por usar calúnia e difamação por citar Monica Serra.

Malafaia afirma nunca ter dito que o PT apoia o casamento homossexual. “O problema da Dilma é que ela mudou de ideia, agora diz que é contra pra não perder a eleição. Edir Macedo, você é o único pastor do mundo que é a favor do aborto”, diz no vídeo. O pastor afirma ainda que “Dilma e Serra têm uma mesma posição”. “Os dois são a favor da união civil homossexual e contra o casamento homossexual. Nós evangélicos somos contra os dois.

Por fim, Malafaia diz que nunca foi comprado. “Eu norteio a minha vida por princípio. Eu não fui comprado por nada. Você foi comprado para defender Dilma, a tua emissora recebe milhões do governo, é chapa branca, com jornalismo tendencioso e não é independente como as outras”, atacou. “Quem mudou de lado? Na eleição de Lula e Collor, Macedo defendeu Collor e disse que Lula era o diabo. Você tem ganância de poder político.”

Para ler o comentário de Edir Macedo [url=http://www.folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=15461]clique aqui[/url]

Assista ao primeiro vídeo de Silas Malafaia:

[b]Fonte: Cic RBS e UOL
[/b]