O líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, pediu ontem que as pessoas sejam iluminadas na hora de escolher o seu candidato à Presidência da República no próximo domingo

A declaração foi feita durante culto proferido por ele no templo da Avenida João Dias, no bairro Santo Amaro.

Apesar de o bispo não citar nomes, no decorrer da cerimônia foram distribuídos exemplares do jornal Folha Universal, com reportagens que acusam os responsáveis pela campanha do candidato tucano José Serra de radicalizar a discussão religiosa para angariar votos.

A matéria principal afirma que a Igreja Católica está tentando interferir nas eleições brasileiras “tomando parte em uma campanha agressiva contra a candidata à presidência da República Dilma Rousseff (PT)”. A reportagem fala também da importância de preservar o Estado laico.

Outra matéria aborda o caso dos panfletos anti-Dilma, que teriam sido confeccionados a pedido de dom Luiz Gonzaga Bergonzini, bispo diocesano de Guarulhos. O folheto “Apelo a todos os brasileiros e brasileiras” recomenda à população que vote somente em candidatos e partidos contrários à descriminalização do aborto.

A edição ainda reproduz o post publicado em 16 de outubro no blog do bispo Edir Macedo, no qual questiona o apoio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, ao candidato do PSDB. Dois dias depois, Malafaia pôs no YouTube um vídeo em que chama Macedo de “mentiroso”.

[b]Fonte: Estadão
[/b]