Recentemente, o mundo islâmico ganhou uma emissora voltada para pessoas entre 15 a 40 anos que é uma espécie de versão da MTV.

O 4shbab e exibirá videoclipes, notícias, programas de auditório e terá transmissão ao vivo pela internet, todos mostrando uma visão conservadora do islã.

De acordo com o jornal The New York Times, o 4shbab seria uma “resposta do islã à MTV”. Alguns apresentadores da emissora aparecerão de blusa pólo e turbante em algumas transmissões online, e as mulheres serão filmadas em segundo plano, mostrando apenas o rosto.

O 4shbab já começou a receber críticas de que estaria corrompendo a juventude. Um dos videoclipes exibidos pelo canal mostra um jovem vestindo roupas ocidentais sendo rejeitado pela sociedade. No final do vídeo, quando ele começa a usar vestes muçulmanas, ele é aclamado pela multidão.

O dono da emissora, Ahmed Abu Haiba, explicou que os jovens muçulmanos querem fazer parte do mundo, mas que priorizam sua religião: “Eles são jovens, eles se importam com a Palestina, eles têm fé. Mas eles também vão ao cinema, vão a festas. Eles querem fazer parte do mundo”.

O canal islâmico também se propõe a ser uma “arma” para atingir satisfação espiritual. Em um texto no site do 4shbab, a emissora ofereceria “as armas muçulmanas necessárias para alcançar uma meta mais importante do que defender a si mesmo: ganhar a satisfação de Allah e o paraíso”.

[b]Portal Imprensa[/b]