Líderes nacionais de Alianças Evangélicas de pelo menos 16 países compartilharam ideias e preocupações no “Fórum Ibero-Americano de Diálogo Evangélico (FIDE)”.

Líderes cristãos de vários países latino-americanos têm clamado pela unidade, a fim de provocar um maior impacto na região. O clamor veio durante uma reunião de Alianças Evangélicas que aconteceu na Cidade do Panamá, Panamá, entre 17 e 20 de outubro.

Os líderes nacionais de Alianças Evangélicas de pelo menos 16 países compartilharam idéias e preocupações principais em cada uma de suas regiões no evento denominado “Fórum Ibero-Americano de Diálogo Evangélico (FIDE)”.

Os líderes prepararam e divulgaram um comunicado no qual compartilharam seus planos estratégicos e soluções para implementar até que eles se encontrem novamente em novembro de 2013.

No texto, eles apontaram para uma série de preocupações na América Latina, que incluiu a violência, a substituição dos valores do Evangelho por os outros contra o Reino de Deus, o crescimento e a “capacidade de impacto” da igreja evangélica, a necessidade de semear unidade, pobreza, oportunidades para educação, saúde e da necessidade de capacidade operacional e estratégica para cumprir a visão de Deus dada para a região.

As alianças se comprometeram a continuar a trabalhar para a unidade, a fim de fortalecer suas ações e melhorar o impacto das igrejas evangélicas na América Latina.

“Reafirmamos nosso espírito comum de unidade, diálogo, solidariedade e ação efetiva evangélica na região, e pretendemos aumentar a nossa capacidade operacional buscando profundamente reforçar esses valores para o desenvolvimento da Igreja”, disseram os líderes evangélicos, no documento.

A agenda de trabalho será preparada para “orientar”, “inspirar” e “permitir” que sejam mais relevantes para as necessidades da Igreja Evangélica em diferentes países.

À medida em que eles trabalharem juntos as Alianças disseram que vão estar em constante comunicação para compartilhar suas atividades e reflexões até a próxima reunião.

Os líderes evangélicos também prometeram preparar propostas para enviar à Assembléia Geral da Aliança Evangélica Mundial a ser realizada em 2014, em Seul, na Coreia.

Além disso, os líderes manifestaram seu apoio ao trabalho oferecido pelas Alianças Evangélicas Nacionais para seus membros e países em anunciar o Evangelho de Jesus Cristo.

“Exigimos o respeito dos Estados e da sociedade para a integridade, liberdade e igualdade religiosa”, acrescentou. “Nós não vamos permitir que as Alianças, Conselhos e Associações, e seus membros sejam ameaçados ou atacados de qualquer maneira, porque isso vai ser considerado uma infração ao Evangelho e a todas as Alianças e os membros da igreja evangélica na região.”

A próxima Assembleia está prevista para ocorrer em novembro de 2013, em Assunção, no Paraguai.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]