Um ex-padre é suspeito de ter roubado 1 milhão de euros (R$ 2,2 milhões) em doações da igreja que liderava.

A Promotoria da cidade de Wurzburg, na Alemanha, apresentou nesta terça-feira 50 acusações contra um ex-padre suspeito de ter roubado 1 milhão de euros (R$ 2,2 milhões) em doações da igreja que liderava.

Afastado do sacerdócio desde 2009, o religioso, de 77 anos, foi detido em maio. Boa parte do dinheiro, proveniente de sua igreja na Bavária, era de moedas e estava em seu apartamento.

O promotor estatal Dietrich Geuder disse que grande parte do montante roubado foi recuperada. A Justiça de Wurzburg ainda decidirá se o ex-padre, cuja identidade não foi revelada, irá a julgamento.

[b]Fonte: O Globo[/b]