Uma fábrica de Bíblias localizada em em Lusaka, capital da Zâmbia, foi tomada por um incêndio devastador. No entanto, além de não resultar em nenhuma vítima, o estoque que abrigava mais de 50 mil exemplares das Escrituras permaneceu intacto.

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2017/02/10/2686562735-incendio-casa-da-biblia-zambia.jpg[/img]O incêndio na Casa da Bíblia, mantido pela Sociedade Bíblica da Zâmbia, se iniciou às 10h50, na última quarta-feira (8). As chamas também afetaram uma escola de contabilidade e uma loja de automóveis, que dividiam espaço com a fábrica bíblica no mesmo prédio.

Segundo o presidente do Conselho das Sociedades Bíblicas, Edwin Zulu, o armazém com mais de 50 mil Bíblias permaneceu intacto. Ele divulgou esta informação durante a visita ao local feita pelo Ministro Nacional de Assuntos Religiosos, Godfredah Sumaili.

“Eu gostaria de informar que as Bíblias, documentos e equipamento do escritório estão intactos. Apenas uma pequena parte do telhado do armazém onde as Bíblias foram estocadas sofreu danos”, disse Zulu.

Para o Rev. Sumaili, o fato de nenhuma pessoa ter sido morta é considerado um milagre. Zulu explicou ao ministro que o valor dos danos materiais ainda não foi quantificados e que a causa do incêndio ainda não foi identificada. Os danos do prédio da Casa da Bíblia serão encobertos por um seguro.

“O prédio está segurado e parte do estoque está segurada também, portanto, a Sociedade Bíblica ainda está em operação”, afirmou Zulu.

Alguns estudantes da escola de contabilidade suspeitam que o incêndio tenha se iniciado no armazém usado pelas lojas de automóveis.

[b]Fonte: Guia-me[/b]