Uma falsa pastora da igreja evangélica pentecostal Unidos pela Fé, de 51 anos, é suspeita de aplicar golpes em uma idosa de 80 anos, em Campo Grande.

De acordo com o delegado Miguel Said, da 1ª Delegacia de Polícia, a idosa passou uma procuração para a pastora poder movimentar a conta bancária dela e, em março de 2010, comprou uma casa no valor de R$ 535 mil para a líder religiosa, na rua do Rosário, na Vila Célia.

O golpe só foi descoberto no fim do ano passado por familiares de Orlanda, que estranharam o fato de ela ter acumulado várias dívidas. “Ela não tem dinheiro, mas tem aplicações. Ela tem muita posse só que é tudo em imóveis e a família estranhou as dívidas”, afirma o delegado.

[b]Confiança[/b]

A religiosa havia se mudado do Jardim Imperial para a avenida Coronel Antonino, onde montou a igreja na parte da frente do terreno onde morava de aluguel. A idosa passou a frequentar os cultos, onde as duas se conheceram.

A pastora passou a dizer que a mulher estava com o “demônio”, mas que estava orando por ela, e foi assim que a confiança surgiu. Com a procuração cedida por Orlanda, a mulher chegou a tentar vender um carro da idosa, mas foi impedida pela Polícia.

Orlanda, só percebeu o golpe após o caso ser investigado pela Polícia. Ela relatou ao delegado, que agora que sabe que caiu em um golpe, está arrependida de ter dado a casa a líder comunitária.

Já a pastora, em depoimento, quando questionada se achava certo aceitar uma casa tão cara da idosa, disse que sim porque cumpre a parte dela com as orações. Familiares dela disseram que a igreja é séria e que a mulher errou em aplicar os golpes.

Ela foi autuada por estelionato, crime contra o idoso e retenção de documento, por ter ficado com a identidade de Orlanda.

[b]Fonte: Gospel +[/b]