As cerca de 2 mil pessoas que estiveram presentes na 3ª edição da Marcha para Jesus da cidade de Guarulhos, neste sábado, aproveitaram para protestar contra a violência em São Paulo.

A Marcha representa a vontade do povo de abençoar a cidade com orações conjuntas a Jesus disse o pastor Levi Capellari, presidente do Conselho de Ministros Evangélicos de Guarulhos (Comeg).

– Nosso objetivo também é protestar contra a violência e a corrupção no país – afirmou ele.

A concentração dos fiéis partiu às 10h30 do Bosque do Maia, no centro da cidade, em direção ao Parque Continental 2, totalizando 3,5 quilômetros percorridos pelos evangélicos. Por volta das 12h, o público alcançou o destino final da Marcha, onde várias bandas de música gospel se apresentaram sobre um palco montado. Os shows se estenderam até às 22h.

Durante todo o trajeto, os fiéis acompanharam quatro trios elétricos que transportavam bandas evangélicas. Entre uma música e outra, os pastores incentivavam gritos de protesto contra a violência e a precariedade do sistema público de ensino no município.

– Governadores, autoridades, é Jesus Cristo quem comanda esta cidade – entoavam os fiéis repetidas vezes.

– Eu vim para orar pela minha cidade – disse o pedreiro Adaério Santos Silva, que acompanhou a marcha ao lado de sua mulher grávida de sete meses, a filha de quatro anos e uma sobrinha.

Uma vida melhor em Guarulhos também era o objetivo da participação da dona-de-casa Daniela Soares da Silva, de 30 anos, na Marcha para Jesus. Ela levou seu filho de dez meses para participar do evento.

– Assim ele já vai crescendo ao lado da palavra do Senhor – disse a dona-de-casa, que pedia mais oportunidades de emprego.

Fonte: Globo Online