A imagem de uma Bíblia Sagrada anotada com jargões homossexuais passou a se tornar polêmica desde que foi publicada no Facebook neste sábado (17).

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2015/10/19/4130709840-biblia-escrita-termos-gays.jpg[/img]Os termos “pode drag”, “pode trans”, “pode cross” e “pode travesti” foram escritos à caneta sobre a passagem bíblica de Deuteronômios 22:5, que diz: “A mulher não usará roupas de homem, e o homem não usará roupas de mulher, pois o Senhor, o seu Deus, tem aversão por todo aquele que assim procede.”

A imagem é uma clara provocação ao conteúdo da mensagem bíblica. Nela, Deus estabelece a diferença entre as vestimentas masculinas e femininas — no entanto, os termos escritos sobre o texto sagrado são relacionados a pessoas que atuam de forma contrária.

Drag queens se vestem com roupas femininas para apresentações performáticas, já os crossdressers usam roupas associadas ao gênero oposto no dia a dia. O transexual adota roupas do sexo oposto, consome hormônios e faz a cirurgia de mudança de sexo. O travesti também investe em roupas e hormônios, mas mantém o órgão genital biológico.

[b]Repetição[/b]

A atual imagem segue a mesma linha de outra foto publicada nas redes sociais em agosto, que gerou uma polêmica ainda maior. Nela foi exibida uma Bíblia aberta com as frases “pode sapatão” e “pode viado”, escritas em letras grandes ocupando duas páginas, quase que por inteiro.

Diversos cristãos e até mesmo alguns homossexuais criticaram a postagem, afirmando que as frases rabiscadas sobre os versículos bíblicos eram um desrespeito às Escrituras Sagradas. Já outros internautas afirmaram que a Bíblia em si “é apenas um livro” e que “cada um cuida deste livro da forma que quiser”.

[b]Fonte: Guia-me[/b]