A ChinaAid tem acompanhado a situação da Igreja Changchunli, na Província Shandong desde junho de 2009. A porta-voz Tracy Oliver conta a OneNewsNow, que o diretor do conselho municipal das igrejas fez com que fosse aceita uma resolução para demolir a igreja e retirar uma parte de tamanho considerável da terra.

“O que acontece especificamente com essas três igrejas autônomas não é exatamente o que a China quer retratar”, Oliver comenta. “Mesmo que a igreja tenha acolhido a verdade, opondo-se à iniquidade, eles fazem seu melhor para aderir à política chinesa, o que parece é que a Província de Shandong assumiu o controle desta igreja e seus direitos”.

A informação vazou dos Estados Unidos quando oficiais da província tentavam deter sete funcionários da igreja. A OneNewsNow perguntou a Oliver se aquelas detenções ainda aconteciam e ela respondeu que não recebem informação de prisões temporárias e acrescentou: “recebemos informação não somente dos sete líderes, mas também que existem outros membros da igreja que podem ser possíveis alvos de prisão”.

Oliver diz que as ações das autoridades podem ser uma questão de submissão dos líderes da Changchunli ao Espírito Santo em vez do governo.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]