Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a estrutura da Igreja Mundial do Poder de Deus não comporta um templo para 140 mil pessoas.

A Polícia Rodoviária Federal convocou para hoje uma reunião emergencial com a Prefeitura de Guarulhos para tentar evitar novo caos provocado pelos fieis da igreja evangélica inaugurada no último domingo.

A polícia irá dizer, segundo ela, que não se responsabiliza por uma eventual tragédia caso a prefeitura mantenha a autorização de funcionamento da Igreja Mundial do Poder de Deus nos moldes como está.

Para a PRF, a estrutura existente na região não comporta um templo para 140 mil pessoas como ficou evidenciado com o congestionamento de pelo menos três rodovias -Dutra, Ayrton Senna e Hélio Smidt.

Ônibus com fieis dessa igreja pararam irregularmente nos acostamentos e numa das faixas da Dutra. Alguns desses religiosos chegaram a atravessar a via expressa e até arrancar alambrados de proteção para chegar rapidamente ao templo.

A prefeitura informou, por nota, que participará da reunião. Adiantou, porém, que o local comporta o número de pessoas que foram até lá.

“Os problemas ocorreram do lado de fora do templo, sobretudo pelo elevado número de ônibus na Dutra e na rodovia Hélio Smidt, ambas concessões federais e sobre as quais a prefeitura não tem qualquer tipo de ingerência”, diz nota.

Devem participar da reunião representantes da NovaDutra, da Polícia Militar e representantes da igreja.

Procurada, a igreja não se manifestou.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]