A Igreja Católica pediu neste domingo às autoridades salvadorenhas que se esforcem para conter a violência e condenou o assassinato recente de uma menina de seis anos que foi decapitada, um ato que comoveu o país.

“Peçamos ao Senhor e peço às autoridades mais uma vez que façam seus maiores esforços, e a toda a sociedade que também se una e que apóie as nossas autoridades para que todos unidos possamos seguir adiante”, declarou o arcebispo de San Salvador, José Luis Escobar Alas.

[b]Assassinatos[/b]

Hoje a imprensa de San Salvador publicou que um homem e suas duas filhas foram assassinados por desconhecidos no Sul da capital San Salvador, sem que saiba até o momento quem foram os responsáveis pelo crime.

O massacre ocorreu no município de Panchimalco (a 18 quilômetros ao Sul da capital), na tarde do sábado, quando ao menos cinco homens entraram na casa de Lorenzo Pérez, de 52 anos, e suas filhas Guadalupe e Maritza Pérez Ramírez, de 15 e 21 anos, detalhou o jornal “El Diario de Hoy”.

A Polícia afirmou que dois dos agressores carregavam machados e os demais portavam armas de fogo.

Segundo as informações, Pérez tentou se defender com um machado e conseguiu ferir um dos criminosos no tórax.

Ainda não se sabe as causas do massacre, o oitavo registrado no país neste ano.

[b]Fonte: Folha Online[/b]