Em poucos domingos foi possível ver a pequena igreja protestante em Zion, em um bairro de Berlim, tão cheia. Neste domingo (20) ocorreu um “culto Star Wars”, na qual dois pastores incentivavam os fiéis a ficarem longe do lado negro… apesar da presença de vários Darth Vaders.

[img align=left width=300]http://dia.portalodia.com/media/editor/star-wars-missa-11450721530.jpg[/img]Vários meios de comunicação também fizeram plantão na porta da igreja depois que os responsáveis anunciaram que dedicariam o horário das 10h à saga intergalática, inspirados pela estreia de “O Despertar da Força”, sétimo episódio da franquia.

Muitos dos paroquianos foram vestidos à caráter, com direito a sabres de luz no meio da celebração, que começou, claro, com a trilha clássica de John Williams tocada no órgão.

A iniciativa da missa partiu de dois jovens pastores em formação: Ulrike Garve, 29, e Lucas Ludewig, 39, que disseram que quanto mais discutiam sobre o filme mais encontravam paralelos entre a saga e as tradições cristãs.

“Queremos mostrar essas analogias aos nossos fiéis”, afirmou Garve. Um dos principais momentos do culto foi a cena em que Luke Skywalker tenta ser atraído pelo imperador para o lado negro da Força, mas rechaça com um: “Nunca, eu não vou para o lado negro”. A frase, segundo os pastores, não está longe de passagens bíblicas da “Carta aos Romanos”. “Não se deixes vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem”.

[img align=right width=300]http://imguol.com/c/noticias/4e/2015/12/10/10dez2015—um-fa-se-veste-como-um-stormtrooper-em-evento-promocional-do-proximo-filme-da-franquia-de-star-wars-em-toquio-o-filme-star-wars-o-despertar-da-forca-estreia-no-japao-em-18-de-dezembro-1449765620545_956x500.jpg[/img]Cerca de 500 pessoas participaram da celebração. Os que foram fantasiados também participaram de um sorteio de ingressos de “Star Wars: O Despertar da Força”.

Entre os fãs alemães da saga está o secretário-geral da União Democrata Cristã (CDU), Peter Tauber, que, em entrevista a “Bild” desta semana comparou sua “chefe” Angela Merkel a princesa Leia. “Ela não é apenas uma princesa, mas também é uma general”, analisou.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]