A Igreja Universal do Reino de Deus de Rio das Ostras (RJ) terá que indenizar a aposentada Edilma Alexandre de Oliveira em R$ 51 mil por agressão.

Em agosto de 2004, Edilma, na época com 71 anos, levou um chute de um auxiliar de pastor dentro do templo e foi lançada a uma distância de três metros. Ela sofreu fratura na perna com lesões irreversíveis.

A idosa passou por duas cirurgias para colocação de parafusos de platina. Ela ficou impossibilitada de fazer seus serviços domésticos e os doces que vendia para ajudar no sustento.

O advogado de Edilma, Francisco Afonso da Silva Carvalho. disse à Folha que sua cliente está muito adoentada e que provavelmente não voltará a andar.

“Ela foi convidada por uma amiga para participar de um culto. No dia tinha a chamada sessão do descarrego. Ao seu lado sentou um homem que, ao receber algum tipo de espírito, acabou atingindo sua perna. Até hoje a dona Edilma anda com cadeira de rodas”, explicou Carvalho.

O advogado afirma que, na época, a igreja chegou a ajudar no tratamento de Edilma, mas quando viu que o estado de saúde da idosa piorou, a atenção foi suspensa.

A igreja recorreu, mas a 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio negou provimento ao recurso e manteve a sentença.

Em sua defesa, a igreja reconheceu que o evento aconteceu em suas dependências, “lugar que se destina a práticas espirituais que deixam, muitas vezes, os fieis fora de si e, portanto, com possíveis comportamentos de violência, movidos pela delirante força para neutralizar atuações pretensamente demoníacas”.

A Folha procurou a assessoria da Universal, mas não obteve resposta.

[b]Fonte: Folha Online[/b]