A Igreja Yasmin pode reabrir, desde que concorde com a construção de uma mesquita ao seu lado, disse o prefeito de Bogor, Diani Budiarto, em uma carta enviada ao Conselho Consultivo Presidencial na quarta-feira (2)

Administração de Bogor fechou a Igreja, em abril de 2010, forçando a congregação de 300 membros a se reunir do lado de fora do templo ou nas casas dos seus membros. A Suprema Corte decidiu judicialmente em favor da Igreja em 2010, mas Diani ingnorou a decisão e fez prevalecer sua própria vontade deixando os cristãos sem um templo para cultuar a Deus.

Agora que estão construindo uma mesquita ao lado existe a possibilidade da Igreja ser reaberta. Diani diz ter feito a proposta à igreja em setembro de 2011, mas, segundo ele, a igreja se recusou a aceitá-la. Mas Bona Sigalingging, porta-voz da Igreja Yasmin, disse que isso nunca aconteceu.

Os membros da Igreja Yasmin se manifestaram de maneira positiva sobre a ideia: “Vamos pensar positivamente sobre a proposta feita pelo prefeito de construir uma mesquita ao lado da nossa igreja, assim ocorre no caso da Catedral e a mesquita de Istiqlal [que ficam lado a lado em Jacarta]”, disse Bona.

Albert Hasibuan, do Conselho Consultivo Presidencial Indonésio (Wantimpres), disse que a ideia é uma boa resolução para o conflito. “Esta é uma solução nova e promissora”, disse Albert. “Uma mesquita construída ao lado do templo da Igreja Yasmin é também uma implementação da lei que diz que o país deve manter a unidade em meio à diversidade”.

Não está claro quando a igreja será reaberta, mas Albert garantiu que terá uma reunião com Diana para discutir a questão.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]