Ataque aéreo na Síria em abril de 2018
Ataque aéreo na Síria em abril de 2018

As igrejas presbiterianas na Síria adicionaram suas vozes ao coro de críticas dos cristãos do país aos ataques aéreos britânicos, franceses e americanos nas instalações de armas químicas do regime sírio.

Os alvos foram atingidos no fim de semana por aviões de guerra dos EUA, Reino Unido e França. Uma declaração assinada por João X, o Patriarca Ortodoxo Grego de Antioquia e todo o Oriente, Inácio Afrodis II, Patriarca Ortodoxo Sírio de Antioquia e todo o Oriente, e Joseph Absi, Melike-Patriarca Católico Grego de Antioquia, Alexandria e Jerusalém disseram ‘ condenar e denunciar a agressão brutal “e negou que o exército sírio possuía ou usara armas químicas.

Agora, uma declaração semelhante foi emitida pelo Sínodo Evangélico Nacional na Síria e no Líbano.

Diz a declaração, que o ataque foi resultado da “fabricação de acusações, sem justificativa legal” e “em contradição com o desejo do povo sírio”.

A declaração diz: “A agressão injusta veio, afirmando que a mentalidade imperial e a tirania do poder, ainda habitam e movem superpoderes, sem qualquer reconhecimento dos direitos de outras nações.”

Continua com um apelo às igrejas ocidentais para “exercerem a máxima pressão sobre seus governos e diplomacia para não repetir as aventuras que minam as chances de estabilidade que esperam nosso país”.

Conclui: “Ao declararmos isso, pedimos ao Deus Todo-Poderoso que dê a nossa liderança, governo e exército nacional toda a sabedoria e firmeza diante das forças do mal. Levantamos nossas orações por uma Síria forte que defenda os valores da paz, da dignidade humana e da coexistência pacífica entre todos os seus componentes ”.

A declaração é assinada pelo Rev. Joseph Kassad, secretário geral do Sínodo Evangélico Nacional. Com informações de Christian Today