A Consulta sobre Riqueza, Pobreza e Ecologia, reunida em San Cristóbal de 6 a 10 de outubro, incentivou as igrejas a firmarem metas do Milênio 2015, conclamando-as à ação.

As igrejas devem prover programas educacionais sobre riqueza, pobreza, ecologia e ordem econômica, assim que as congregações sejam capazes de se comprometer com mudanças estruturais, traduzindo os ensinamentos do Evangelho sobre riqueza nas orientações concretas e contemporâneas aos cristãos.

A proposta é que no mês de outubro as igrejas promovam um Diálogo Mundial sobre Pobreza e Riqueza, culminando num Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, das Nações Unidas.

A Consulta incentiva as igrejas a participar de estratégias nacionais para a redução da pobreza, assim que contribuam na formulação de políticas, sua implementação e monitoramento em seus respectivos países.

As igrejas foram desafiadas a organizar uma aliança mundial inclusiva para globalizar a solidariedade, criar uma rede ecumênica de instituições de pesquisa com vistas à troca de informações e apoio a suas ações.

Fonte: ALC