Israel aceitou cessar suas incursões militares na Faixa de Gaza se os milicianos do movimento islamita Hamas, que controla esse território, suspenderem seus disparos de foguetes, segundo um alto funcionário do ministério da Defesa nesta terça-feira.

Este acordo condicional foi concluído com o Egito, que tenta mediar uma trégua e suspender o bloqueio a Gaza depois que uma intensificação da violência na semana passada colocou em perigo as titubeantes negociações de paz.

“Israel chegou a um acordo com os egípcios, que, se não houver disparos a partir de Gaza, não lançará ataques contra Gaza”, afirmou este funcionário, que pediu para não se identificado.

Israel e o Hamas se abstiveram de disparar em torno da Faixa de Gaza nos últimos dias, depois de um aumento da violência em que morreram 133 palestinos e cinco israelenses, desde 27 de fevereiro.

Fonte: AFP