O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo aplicou uma multa de R$ 8.000 ao candidato a governador José Serra (PSDB) por realizar propaganda eleitoral na igreja evangélica “Paz e Vida”.

Segundo a legislação eleitoral, é proibida realização de propaganda política em bens de uso comum.

O juiz que multou Serra, Percival Nogueira, afirmou que a visita foi planejada para conquistar a simpatia dos fiéis que frequentavam o culto.

De acordo com o juiz, os presentes teriam sido incitados a votar em Serra, uma vez que o pastor da “Paz e Vida” pediu ao candidato que “olhasse pelas igrejas” caso fosse eleito.

O pastor da “Paz e Vida”, Juanribe Pagliarin, também recebeu multa de R$ 8.000. Procurada pela Folha, a assessoria de Serra não foi localizada para comentar a questão.

Fonte: Folha Online