O pastor presidente da CGADB está sendo acusado de crimes previdenciários e lavagem de dinheiro.

Segundo informações da coluna do jornalista Ricardo Boechat no site da revista Isto É, o pastor José Wellington Bezerra da Costa estará sendo investigado pelo Ministério Público Federal.

Um inquérito contra ele foi aberto pelo procurador Antonio Cabral para apurar supostos crimes previdenciários, de lavagem de dinheiro e contra a ordem tributária.

A investigação começou com uma denúncia feita ao Ministério Público Federal por sete pastores da Igreja Assembleia de Deus que estão representados pelo Escritório Jorge Vacite Neto, do Rio de Janeiro.

Entramos em contato com o escritório para confirmar a denúncia e a investigação, mas até o momento não tivemos retorno.

O pastor José Wellington é presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) desde 1988, quando assumiu o cargo que era do pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos.

Desde então ele vem sendo reeleito pelos milhares de pastores que fazem parte da convenção. José Wellington também é o pastor presidente da Igreja Assembleia de Deus no Belenzinho, em São Paulo, e presidente da CONFRADESP (Confederação Fraternal das Assembleias de Deus do Estado de São Paulo).

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]