De hoje, sábado, 20, até o domingo da próxima semana, 28 de outubro, será realizada, em 14 departamentos do Uruguai, a campanha “Um trato pelo bom trato”, que busca da sensibilização pública sobre as situações de violência cotidiana que afligem crianças e adolescentes.

Desde 2003 esta campanha é organizada pelo programa Chaves de Juventude para Cristo e pela Cooperativa Andenes, duas organizações sociais comprometidas com a infância e a adolescência. Este ano, a iniciativa conta com o apoio do UNICEF, Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI), prefeitura municipal de Montevidéu e o Instituto Nacional da Mulher.

Durante a campanha os adolescentes “vacinam” os adultos convidando-os a somarem esforços na promoção de uma cultura do bem-estar, assumindo o compromisso de incentivar ações concretas em seu meio, multiplicando o efeito deste trato pelo bom trato na sociedade.

Os jovens “vacinadores” entregarão aos participantes um certificado simbólico de vacinação contra os maus tratos e um caramelo como vacina, simbolizando o bom trato; acompanhado de um folheto com o logo da campanha “Um trato pelo bom trato”.

Os organizadores dizem que o esforço da campanha é válido tendo em vista que a violência e o abuso crescem diariamente em todo mundo. Pesquisas realizadas em diferentes continentes e culturas nos últimos 15 anos indicam que, em média, 22% das mulheres e 15% dos homens reconhecem ter sido objeto de violência sexual na infância.

Durante a campanha serão debatidas temáticas relativas aos maus tratos e as relações desiguais, o tema da infância e da adolescência a partir de uma perspectiva positiva, o que se visualiza através de uma “festa”: os postos de vacinação nas ruas, terminais de ônibus, colégios, praças, e estádios.

Fonte: ALC