Um grupo de cinco assaltantes aguardou o fim da missa do último domingo, na igreja Santa Cecília, em Porto Alegre, para render seis pessoas e roubar cerca de R$ 1,5 mil arrecadados em dízimos, um notebook, máquinas fotográficas digitais e celulares.

Ao fim da missa, um dos assaltantes, ajoelhado em frente ao altar, havia dito para o padre Edgar Jotz que estava “rezando para a mãe”.

De acordo com o jornal Zero Hora, duas semanas atrás, dois deles estiveram no templo querendo informações sobre o que era preciso para casar no religioso. Na semana seguinte, um deles teria ido à paróquia e pedido para usar o banheiro. No domingo pela manhã, três deles acompanharam a missa das mães, realizada às 10h.

Na missa das 18h, antes do assalto, dois deles assistiram à missa. Um deles estava na frente do altar, à direita, e outro nos fundos, à esquerda. Eles foram os únicos que permaneceram depois que os fiéis foram embora. Quando os demais comparsas chegaram, anunciaram o assalto.

Fonte: Diário News