Em um artigo publicado no dia 6 de agosto, a União Católica Asian News (UCAN), informou que um grupo de comunistas, no sul do estado indiano de Kerala, atacou um líder religioso, na cidade de Kothamangalam.

A vítima foi hospitalizada. Os líderes do Partido Comunista Kerala, se encontraram com ela, entre outros líderes da igreja, e pediram desculpas pelo incidente. C. V. Varghese, secretário do Partido, disse: “Nós não endossamos a violência contra sacerdotes ou quaisquer líderes religiosos. Por isso, estamos nos desculpando”.

Kerala tem testemunhado vários confrontos entre a igreja e os comunistas, desde 1957, o que levou a igreja a se desvincular do governo, em 1959. Desde então, a Igreja Católica em Kerala tem se envolvido em uma luta séria contra governos comunistas, que tentam sufocar a fé e suas instituições.

Rolf, analista da Portas Abertas, observa: “Os comunistas, conhecidos como ‘naxalistas’, são muito poderosos na Índia. Eles são mais ativos nas regiões pobres do país e tendem a ter uma atitude negativa para com os cristãos. O fato de que eles atacaram um líder religioso não deve ser motivo de surpresa. A novidade é que eles pediram desculpas abertamente, e isso é inédito. O que nos faz crer que, talvez, os naxalitas deixem de atacar os cristãos”.

[b]Fonte: Portas Abertas Internacional[/b]