O líder religioso tibetano Dalai Lama visitará Lisboa de 13 a 16 de setembro para proferir palestras e participar de uma conferência, disse nesta quarta-feira à Agência Lusa o presidente da associação União Budista Portuguesa, Paulo Borges.

O Dalai Lama fará a viagem a convite de várias instituições, como a Casa da Cultura do Tibete, a Fundação Kangyur Rinpoche, a União Budista Portuguesa, a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa e a Prefeitura Municipal da capital lusa.

“Desenvolver a Paz Interior” é o tema das palestras públicas que serão proferidas de 13 a 15 de setembro, e a conferência pública no dia 16 será sobre “O Poder do Bom Coração”.

O 14º Dalai Lama Tenzin Gyatso, premiado em 1989 com o Nobel da Paz, visitou pela primeira vez Portugal em novembro de 2001, tendo conhecido na ocasião as cidades de Lisboa, Porto e o Santuário de Fátima.

A visita de cinco dias, embora de caráter privado e religioso, suscitou protestos da Embaixada da China, como geralmente acontece.

Pequim considera o Dalai Lama um “agitador” que “usa a religião como cobertura” para atingir seus “objetivos políticos” de separar o Tibete da China.

Nascido em 1935 no nordeste do Tibete, o Dalai Lama vive no exílio em Dharamsala, no norte da Índia, desde que fugiu da China em 1959.

Fonte: Lusa