Você consegue visualizar Noé como um pinguço sempre agarrado a um copo de vinho e Jacó afirmando que “Deus existe!” diante das nádegas de Raquel, filha caçula de Labão?

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2017/02/21/498249861-biblia-versao-nao-autorizada.jpg[/img]Ultrapassando os extremos do humor, assim os judeus Adam Grzybowski e Luis Goldman desenvolveram a “Bíblia – Versão Não Autorizada”, uma versão em HQ das Escrituras Sagradas que voltou a gerar polêmica nas redes sociais.

Publicada em 2014 pela Editora Tinta Negra, o livro tem como proposta apresentar uma releitura satírica da Bíblia associadas ao humor judaico. Este é mais um dos trabalhos culturais de Adam e Luis, polonês e argentino radicados no Brasil que tem sido parceiros em inúmeros trabalhos artísticos.

Uma das críticas ao livro foi feita pela psicóloga cristã Marisa Lobo, nesta segunda-feira (20). “A Bíblia Não Autorizada retrata Gênesis e a criação divina como piada. A Bíblia em quadrinhos está repleta de chacotas que ridicularizam toda história da criação divina”, ela observou em sua página no Facebook.

“Os desenhos e diálogos que unem sátira chamada de bom humor por ‘artistas judaicos’ tem o Rabino Uri Lam em um dos três prefácios – os outros são do Reverendo André Botelho e da Drª Cristina Wener, sexóloga. Ou seja, fim do poço mesmo. É assim que se desconstrói a verdade, relativamente, na infância e nos valores das crianças”, ela acrescentou.

[b]Fonte: Guia-me[/b]