A cantora norte-americana Madonna chegou nesta quarta-feira ao Chile e já foi criticada por Jorge Medina, cardeal emérito chileno e ex-presidente da Congregação da Doutrina da Fé do Vaticano.

De acordo com ele, a cantora é atrevida e estimula a “luxúria”.

“Estes dias estão bastante agitados em nossa cidade porque está chegando essa mulher que, com um atrevimento incrível, provoca um entusiasmo louco, que é um entusiasmo de luxúria”, afirmou o religioso durante a homilia da missa celebrada pelo segundo ano da morte do ex-ditador Augusto Pinochet.

“Os pensamentos de luxúria, os pensamentos de impureza […] são uma ofensa a Deus e uma mancha, uma sujeira no nosso coração”, disse o monsenhor.

Madonna desembarcou hoje em Santiago e não conversou com a imprensa. A cantora se apresenta nesta noite pela primeira vez no Chile, no Estádio Nacional.

Fonte: Folha Online