Uma mulher britânica morreu depois de dar à luz gêmeos porque sua crença religiosa, testemunha de Jeová, impõe restrições à realização de transfusão sangüínea.

Emma Gough, 22 anos, de Telford, Shropshire, deu entrada no Hospital Royal Shrewsbury no dia 25 de outubro. Horas mais tarde ela teve complicações, mas uma transfusão de sangue teria sido recusada devido à sua religião, Testemunha de Jeová, segundo a BBC.

“Nós partilhamos a dor da família”, disse Terry Lovejoy, porta-voz das Testemunhas de Jeová em Telford. “Nós seguimos a Bíblia e nos abstemos de sangue. Não há razão para acreditar que Ema não seguisse a mesma crença”, afirmou ele.

As crianças passam bem e estão sendo cuidadas pelo pai, Anthony Gough, 24 anos.

As Testemunhas de Jeová recusam as transfusões de sangue porque acreditam que Deus a impediu, segundo trechos a Bíblia. Para eles, aceitar uma transfusão é um pecado.

Para o chefe da Associação Médica Britânica de Ciência e Ética, Vivienne Nathanson, “se alguém acredita que vai ser excomungado de sua religião se fizer uma transfusão sangüínea, então ele dirá não, e aceitará o risco de morte”.

Fonte: Terra