Mais de 300.000 estudantes dos Estados Unidos estão planejando levas suas bíblias com eles para a escola nesta quinta-feira (6), para participar de um movimento cristão.

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2016/10/05/3012738502-biblia-jovem.jpg[/img]Jovens de vários estados nos EUA querem aproveitar o movimento “Traga Sua Bíblia à Escola” como uma demonstração de evangelismo e expressão da liberdade religiosa.

O evento nacional é patrocinado pela “Focus on The Family”, uma organização com sede na cidade de Colorado Springs, fundada pelo autor e radialista cristão, Dr. James Dobson.

Jim Daly, presidente da ‘Focus on the Family’, disse ao ‘Christian Post’ que este é o terceiro ano que a sua organização está organizando este evento, que tem visto uma adesão cada vez mais dos estudantes, o que ele classifica como algo “inspirador”.

“Em 2014, cerca de 8.000 estudantes participaram. Mas, em 2015, esse número explodiu para mais de 155.000 estudantes em todos os estados da nação”, disse Daly.

“É muito bom ver participantes do segundo ano e do terceiro que já estão dando frutos. É o caso do [estudante chamado] Carson, de Indiana, que iniciou um grupo de estudo bíblico em sua escola no ano passado”.

Daly também contou ao Christian Post que celebrar a liberdade religiosa é um dos objetivos do movimento, chamando-o de “uma iniciativa pela liberdade religiosa dos alunos, desde o jardim de infância até a faculdade”.

“Neste dia, eles celebram a liberdade religiosa e compartilham a mensagem de esperança em Deus, tomando uma atitude simples: trazer suas Bíblias para a escola e falar sobre ela com os amigos, antes e depois da aula”, continuou Daly.

“Infelizmente, muitas escolas estão passando paras as crianças a ideia de que elas precisam esconder a sua fé. Então eu acho que a resposta exponencial entre os jovens tem de ser a que celebrar a fé é algo positivo, redentor e tangível, que os estudantes cristãos podem facilmente fazer em suas escolas. Eles também poderão ver que estão unidos a milhares de outros jovens em todo o país”.

Quando questionado sobre suas expectativas com relação a esta edição do evento, Daly respondeu que espera encorajar os estudantes a expressarem sua fé, também no ambiente escolar.

“Em muitas das notícias que lemos sobre os estudantes que foram proibidos de ler suas Bíblias, é bem possível que os administradores envolvidos simplesmente achassem que estavam cumprindo a lei”, disse Daly.

“Na realidade, porém, os alunos têm todo o direito de expressar a sua fé na escola, desde que eles não estejam prejudicando o tempo de aulas. Um evento como este pode realmente ajudar os administradores das escolas a respirarem aliviados, porque eles não terão que policiar os alunos o tempo todo, quando se trata de questões de liberdade religiosa”.

[b]Fonte: Guia-me[/b]