Cristãos na Nigéria
Cristãos na Nigéria

O ministério do evangelista Reinhard Bonnke, ‘Cristo para Todas as Nações’ (CfaN), relatou que 845.875 nigerianos entregaram suas vidas a Jesus Cristo durante sua cruzada final de despedida no final do ano passado (2017) na Nigéria.

“Estes novos convertidos estão sendo introduzidos nas 8 mil igrejas participantes, para serem acompanhados e discipulados no reino de Deus”, afirmou o site do ministério.

Bonnke, de 78 anos, compartilhou suas mensagens de despedida na cidade de Lagos, ao sudeste da Nigéria, em novembro de 2017, atraindo 1,7 milhão de pessoas para reuniões evangelísticas realizadas em cinco dias.

“Utilizamos um sistema de acompanhamento sofisticado, com centenas de computadores para entrada de dados e dezenas de milhares de chamadas de celular recebidas todos os dias dos novos convertidos no reino de Deus, apresentando-os às igrejas que os receberão e aos pastores destas comunidades também”, disse Peter Vandenberg, vice-presidente da CfaN.

De acordo com a organização evangelística, os efeitos da cruzada ainda estão reverberando em toda a Nigéria, meses depois.

“Centenas de pastores participantes relataram que no primeiro domingo após a cruzada, suas igrejas foram inundadas com milhares de novos membros em cada uma das comunidades”, disse Vandenberg no site da CfaN. “Este fenômeno foi repetido domingo a domingo desde então, com mais centenas de pessoas chegando às igrejas todos os fins de semana. Glória a Deus!”

A CfaN diz que a última vez que Bonnke realizou um evento na Nigéria foi em 2000, quando 6 milhões de pessoas participaram dos eventos durante 5 dias e 3,4 milhões de pessoas se entregaram a Jesus.

“Só no último dia [daquela cruzada em 2.000], em um culto, mais de um milhão de pessoas foram salvas”, Bonnke lembrou a Pat Robertson em uma edição edição do programa ‘The 700 Club’.

Bonnke, que estava no programa para falar sobre seu livro “Espírito Santo: Nós somos inflamáveis ​​ou à prova de fogo?”, diz que números como esse continuam a inspirá-lo a continuar pregando o evangelho por todo o mundo.

“Isso me deu fé para ir ao resto do mundo”, exclamou Bonnke entusiasmado. “Se Jesus pode salvar um milhão em uma noite, levará menos de um ano para salvar toda a América!”.

O renomado evangelista de origem alemã fundou a organização Christ for All Nations em 1974 e, desde então, mais de 77 milhões de pessoas – e este número só aumenta – se entregaram a Jesus, por meio das ações do ministério.

Bonnke diz que tais números surpreendentes só são possíveis através do poder e unção do Espírito Santo.

“Descobri que não há avivamento se não pregarmos a Palavra de Deus sob a unção do Espírito Santo”, disse Bonnke. “Se nós temos apenas a Grande Comissão ou somente o Espírito Santo, temos poder sem propósito ou propósito sem poder. É um pacote e isso é o que Deus honra”.

Bonnke ‘passou o bastão’ do ministério para o seu sucessor, Daniel Kolenda, que agora é CEO da CfaN e já levou muitos a Cristo em toda a África.

“Ele trouxe 20 milhões para o Senhor nesse período”, disse Bonnke a Robertson.

A cruzada de Bonnke na Nigéria pode ter sido sua última na África, mas ele assegura que parar de pregar o Evangelho está fora de cogitação.

“Eu não vou parar de pregar”, declarou Bonnke confiante.

Apesar de enfrentar o que Bonnke diz que são “alguns desafios de saúde”, o evangelista acredita que Deus ainda pode ser um instrumento nas mãos de Deus.

“Eu vou para a França, eu vou para a Alemanha, e vou para onde Deus me mandar e enquanto me der forças”, afirmou.

Fonte: Guia-me