Ministra do Supremo tribunal Federal, Carmen Lúcia
Ministra do Supremo tribunal Federal, Carmen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, participou na manhã desta quarta-feira (14), do lançamento da Campanha da Fraternidade 2018 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujo tema é “Fraternidade e Superação da Violência”.

Ela afirmou que “há uma imperiosa necessidade de se superar o quadro de violência” vivido atualmente pela sociedade brasileira e falou da missão do Judiciário para a superação da violência.

Para a ministra, a situação exige “solidariedade, fraternidade e a capacidade de amar e perdoar”. Cármen disse que a missão do Poder Judiciário é a aplicação do direito para buscar a solução de conflitos “de todas as formas contra todas as pessoas”, acentuando que umas sofrem mais que outras.

A presidente do STF ainda afirmou que o Poder Judiciário tem “atuado de forma digna e de forma correta” para tentar superar esses problemas de forma democrática.

Cármen Lúcia também destacou a necessidade da sociedade “voltar a amar” e crer no outro como aliado, e não como inimigo. “Eu fico me perguntando em que sociedade sonhamos quando a desconfiança e a violência contra o outro é o que se prega, e o que pelo menos se põe como a semente que pode florescer fazendo do outro não seu irmão, mas alguém que é preciso combater”, refletiu a ministra.

Fonte: UOL