Servir os cristãos perseguidos – essa é a razão de existir da Missão Portas Abertas, um ministério com características próprias associado à Portas Abertas Internacional, fundado na Holanda, em 1955, pelo Irmão André, que ficou conhecido dos brasileiros em 1970, com a edição do livro “O Contrabandista de Deus”, pela Editora Betânia. Em 1º de maio de 1978, o ministério iniciou suas atividades no Brasil.

Desde então, a Missão Portas Abertas tem se dedicado a tornar conhecida entre a Igreja brasileira a causa da Igreja Perseguida, mobilizando os cristãos do nosso país a agir em favor dos milhões de cristãos espalhados pelo mundo que, ainda hoje, em pleno século 21, enfrentam a perseguição religiosa e sofrem as mais duras restrições por causa da fé em Jesus Cristo.

No decorrer desse período, muitas ações marcaram os evangélicos brasileiros, como o congresso Vamos Orar, realizado pela primeira vez em 2001, em Belo Horizonte. Em quatro ocasiões – 1977, 1979, 1982 e 2003 – muitos irmãos brasileiros foram edificados com as histórias da Igreja Perseguida contadas diretamente pelo Irmão André a partir de sua experiência com os cristãos perseguidos em diversas partes do mundo.

Comemorações

Para marcar o aniversário de 30 anos, a Missão Portas Abertas preparou uma programação toda especial que contará com a presença do presidente da Portas Abertas Internacional, Johan Companjen, e de sua esposa, a escritora Anneke Companjen, além da cantora Fernanda Brum.

No dia 1º de maio, data oficial de fundação da missão, a sede das comemorações será na Igreja Presbiteriana de Londrina (PR), a partir das 19 horas. No dia 4 de maio, será a vez da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG), receber convidados, parceiros e amigos desse ministério.

Para saber a programação completa das comemorações dos 30 anos, clique aqui.

Ainda como parte da comemoração dos 30 anos de existência, a Missão Portas Abertas lançará uma compilação de histórias e testemunhos de mulheres da Igreja Perseguida no livro “Cantando na escuridão”, de Anneke Companjen.

Domingo da Igreja Perseguida

Hoje em dia a Missão Portas Abertas continua a trabalhar para que a Igreja Livre se envolva com a Igreja Perseguida, abençoando-a e sendo abençoada por ela. Para isso o ministério mantém o site e publica a revista Portas Abertas, que, mensalmente, traz histórias e testemunhos dos cristãos perseguidos e relatos dos projetos que desenvolve no campo ( veja como assiná-la, aqui).

Além disso, a missão mantém um ministério de jovens, o underground , que conscientiza a juventude cristã do nosso país sobre a realidade da perseguição religiosa no mundo.

Anualmente, a Missão Portas Abertas promove o Domingo da Igreja Perseguida (DIP), um evento que reúne centenas de igrejas e milhares de cristãos de todo o Brasil para interceder pelos cristãos perseguidos.

O evento foi criado pelo próprio Irmão André com o objetivo de unir cristãos em torno de um só motivo: a parte do Corpo que paga um alto preço por sua fé. A data varia a cada ano, pois é marcada para o domingo seguinte ao de Pentecostes. Neste ano, o DIP acontecerá no dia 18 de maio. Clique aqui para saber mais informações.

Louve a Deus pela liberdade religiosa no Brasil

E é em meio a muitos desafios e lutas que a Portas Abertas, ao comemorar seus 30 anos, convoca os irmãos brasileiros a louvarem ao Senhor pela liberdade religiosa do Brasil. Que nós possamos aproveitá-la com sabedoria e discernimento.

Fonte: Portas Abertas