Um homem de 58 anos morreu na madrugada desta terça-feira (28), em Franca, após uma sessão de exorcismo registrada no Jardim Esmeralda. A vítima é o motorista Sebastião Pereira Berbel.

O caso começou ainda pela manhã desta segunda-feira (27), quando Berbel retornou do velório de sua sogra acompanhado de sua filha, de nome Angélica, e de seu genro, D.A.R., de 27 anos. Eles chegaram em casa e teriam começado a ingerir cerveja, atravessando todo o dia nessa situação.

No início da madrugada, quando já passava da meia-noite, vizinhos ouviram gritos estranhos na rua e saíram para ver o que ocorria. A filha de Berbel estava quase nua agindo de forma estranha e falando com uma voz diferente, como se estivesse possuída por algum espírito maligno.

Um pastor foi chamado para tentar tirar o espírito que se apossara do corpo da jovem. Segundo narraram vizinhos e familiares, após muito trabalho e rezas fortes, o pastor obteve êxito e a garota foi voltando ao normal.

Nesse instante o pai da moça, o motorista Sebastião Berbel, passou a acusar o genro de ser o causador da possessão demoníaca de sua filha. Ele então entrou na casa e se apossou de uma faca, partindo em direção ao genro. O rapaz saiu correndo pela rua Antonio Pinto, palco da tragédia, tendo o sogro no seu encalço.

O pastor e um vizinho da família conseguiram alcançar o motorista, que foi desarmado. Porém, no momento em que ele se encontrava encostado no carro do pastor, o genro se aproveitou, foi correndo e saltou atingindo os dois joelhos no peito do sogro.

Imediatamente Berbel começou a enrolar a língua e caiu morto. Policiais e uma ambulância foram chamados, mas já não adiantava mais. O jeito foi levar todos os envolvidos até a delegacia de polícia.

Causa da morte

O caso foi registrado pela Polícia Militar como homicídio, mas na Polícia Civil o registro foi feito como ‘morte a esclarecer’. Diante disso, o genro acabou sendo liberado após ser ouvido no plantão policial.

Nesta tarde a reportagem do Cosmo teve acesso ao laudo do médico do legista José Carlos Inácio, que examinou o corpo da vítima. Ele teria morrido por insuficiência respiratória e contusão hemorrágica pulmonar.

Agora, com o resultado da perícia, que fala em contusão hemorrágica pulmonar, provavelmente causada pelo golpe, o rapaz poderá ser indiciado pela morte do sogro.

Fonte: Cosmo Online