O Movimento Nacional em Defesa da Vida – Brasil sem Aborto lançou na quinta-feira, 04/10, em Brasília, uma campanha nacional pela coleta de 5 milhões de assinaturas contra a descriminalização do aborto no país.

A campanha foi deflagrada durante o Seminário da Criança Antes de Nascer “A Vida do Nascituro”, organizado pelo deputado Talmir Rodrigues (PV/SP), e que teve a participação de diversos parlamentares que integram as Frentes Parlamentares Contra o Aborto e Pela Vida e entidades da sociedade civil.

O deputado federal André Vargas, que coordena na região Sul a Frente Parlamentar em Defesa da Vida – Contra o Aborto, participou do lançamento da campanha e destacou a importância da mobilização popular para impedir que o Projeto de Lei nº 1135/91, seja aprovado.

Ele está em debate na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), da Câmara dos Deputados e tem como relator o deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM/DF), que também preside da CSSF da Câmara. O projeto já passou por duas audiências públicas, a primeira no dia 27 de junho e a segunda, 29 de agosto passado.

No dia 11/09, o deputado Mudalen se reuniu com representantes de entidades nacionais e locais que defendem a vida desde a concepção e se comprometeu a apresentar seu parecer sobre o PL 1135/91 na primeira quinzena de dezembro.

“Por meio deste abaixo-assinado vamos intensificar a luta em defesa da vida e contra a descriminalização do aborto. Já temos apoios importantes como o do presidente Lula, que recebeu 780 mil assinaturas contra o aborto quando visitou Curitiba, no mês de agosto e declarou que no seu entendimento a legislação atual não precisa mudar. A sociedade precisa se mobilizar para defender a vida desde a sua concepção”, lembrou.

Desde quinta-feira (dia 4), é possível encontrar o modelo do abaixo-assinado no site do Movimento (www.brasilsemaborto.com.br), que poderá ser acessado por qualquer pessoa ou entidade interessada em coletar as assinaturas em sua comunidade ou região. O material recolhido deverá ser enviado para a coordenação nacional, em Brasília: SEPS 714/914 Bl, sala 212 Edifício Porto Alegre.

Fonte: Bem Paraná