Berna, a capital da Suíça, poderá sediar o maior centro cultural e econômico islâmico da Europa se um projeto de associações locais de muçulmanos for aprovado, informaram seus organizadores nesta segunda-feira.

A denominada “plataforma para o Islã”, de 23 mil metros quadrados, incluiria um centro de convenções, um hotel quatro estrelas, escritórios e uma mesquita, explicou Farhad Afshar, professor da Universidade de Berna e porta-voz das organizações islâmicas envolvidas no projeto.

“Queremos mostrar a riqueza da cultura islâmica na Suíça, apresentando suas muitas facetas”, explicou Afshar. “Os escritórios poderiam abrigar companhias de comércio para negociar com nações islâmicas”, acrescentou.

Marco Ryter, arquiteto suíço encarregado do estudo de viabilidade do projeto, estimou o custo da obra entre 60 milhões e 80 milhões de francos suíços (de US$ 50 milhões a US$ 66 milhões).

Segundo Afshar, o centro poderia ser financiado por fundos de pensão ou investidores privados e uma fundação estabelecida na Suíça.

A área destinada ao centro é parte de uma região de 34 hectares, situada no limite norte de Berna, que está sendo redesenhada e onde as autoridades municipais estudam uma variedade de projetos de construção.

Segundo estatísticas oficiais, na população de 7,5 milhões de suíços há cerca de 311 mil muçulmanos, a maioria originária dos Bálcãs.

Fonte: Folha Online