A imagem sacra à frente da igreja matriz de Nossa Senhora da Piedade, no centro de Belo Oriente (MG), começou a ser restaurada nesta quarta-feira, 25.

O trabalho de reparação é feito por voluntários, informou a igreja. Na terça-feira, um caso provocou a indignação de populares na cidade: com uma enxada, uma mulher de 48 anos tentou destruir a representação inspirada na escultura Pietá, de Michelangelo. A imagem sofreu vários danos até que a mulher fosse contida.

[img align=left width=300]http://www.meionorte.com/uploads/imagens/2015/3/25/14274758-9351-4626-a2f3-5d95418e0847.jpg[/img]O caso ocorreu na manhã de terça-feira, por volta das 10h30. A Polícia Militar foi acionada e a dona de casa foi flagrada desferindo golpes de enxada na imagem. A enxada foi apreendida e ela foi conduzida à delegacia de polícia.

O pároco da igreja, padre Luiz Carlos Macedo, disse que descansava na casa paroquial quando um popular entrou em desespero e contou que alguém destruía a imagem à frente do templo. O religioso correu até a igreja, onde viu a cena.

O sacerdote contou que enquanto desferia os golpes, a mulher conversava com a imagem, a indagava se não iria reagir, e cantava músicas cristãs. “Ela estava muito nervosa”, relatou. A dona de casa não resistiu à ação policial, mas não comentou sobre a motivação de seu comportamento.

“Houve uma comoção na cidade muito grande. A imagem não tem valor material elevado, mas para nós tem representação e sentimento. Há um sentimento religioso muito grande e não há dinheiro que pague por isso”, desabafou o padre.

O caso teve grande repercussão nas redes sociais. No Facebook, pessoas expressaram indignação e repudiaram a atitude da dona de casa. “Vi muitos evangélicos não concordando com a atitude dela. Estou aqui há 20 anos e sempre tivemos uma convivência harmoniosa entre as religiões. É um caso isolado de fanatismo religioso na cidade, que lamentamos”, disse o padre.

[b]Fonte: Meio Norte[/b]