[img align=left width=300]http://www.jmnoticia.com.br/wp-content/uploads/2017/08/Malafaia-na-Expo-Crist%C3%A3.jpeg[/img]

O pastor Silas Malafaia, ao lado do governador Geraldo Alckmin e do prefeito João Doria, disse nesta quinta-feira (17) que quem apoiar “ideologia de gênero” pode “seguir seu caminho”. O evangélico e as autoridades participaram da abertura da 13ª Expo Cristã, na Zona Norte de São Paulo.

“Quem quiser fazer graça na eleição para o politicamente correto, para a ideologia de gênero, casamento gay, legalização das drogas e aborto, vai embora, segue seu caminho”, disse o pastor.

“Não vamos negociar nossos valores. Não vamos negociar em nenhuma eleição”, acrescentou o pastor, que classificou a ideologia de gênero como uma “engenharia do diabo feita para destruir famílias”.

“Eu conheço o gênero humano, sexo macho e fêmea”, disse Malafaia. “Nós não negociamos nossos valores”, completa.

O governador e o prefeito tomaram café da manhã com Malafaia e outras lideranças evangélicas antes da abertura do evento. Ao discursar, Doria se referiu a Malafaia como “meu amigo que tive a honra de dividir o café da manhã”.

Apontado como um dos possíveis candidatos do PSDB para disputar a eleição presidencial em 2018, Alckmin fez um discurso na abertura da ExpoCristã, a maior feira do segmento gospel no Brasil, na capital paulista.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que também é apontado como presidenciável tucano, também participou do evento. O [url=http://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=34205]presidente Michel Temer (PMDB) iria ao evento[/url], mas cancelou sua participação em cima da hora.

Em sua fala, Alckmin também que “casa desunida não caminha” e que é preciso deixar as divisões para se unir em torno de valores.

“Nós precisamos nos inspirar na igreja. Nos momentos conturbados, a igreja é o porto seguro dos valores cristãos. [É preciso] deixar essa divisão de nós contra eles para se unir entorno de valores. Uma casa dividida não caminha. E com essa união das igrejas em torno de valores tenho certeza de que ela vai inspirar o Brasil para que a gente possa avançar e melhorar ainda mais”, disse Alckmin.

Em sua fala, Doria exaltou a igreja e disse que o “bem sempre vai prevalecer sobre o mal” e defendeu a religião como saída ao vício das drogas. Concluiu sua fala dizendo que “feliz é a nação que tem Deus no coração”. Tanto Doria quanto Alckmin deixaram o local sem falar com a imprensa.

Questionado pelo UOL sobre quem ele prefere, entre Alckmin e Doria, que dispute a eleição, Malafaia afirmou escolher o prefeito. “Eu já manifestei que tenho apreciação [por Doria]. Agora tem que ver como eles vão se posicionar”, disse.

O pastor Jabes de Alencar, amigo pessoal de Alckmin, disse que apoiaria qualquer um dos dois como presidenciável e que os evangélicos não iriam abrir mão de um candidato com princípios cristãos.

“Não abrimos mão de alguém que venha ser candidato e que tenha o nosso apoio e que tenha os princípios cristãos. Nós apoiamos os dois”, disse.

[b]Fonte: UOL, Estadão e G1[/b]