A Igreja Universal do Reino de Deus vai pagar a reforma da praça Dom Pedro 2º, onde fica a Câmara de Bauru. A obra custará R$ 80 mil e irá revitalizar o local, hoje totalmente abandonado.

O acordo com os bispos da igreja foi discutido pelo presidente da Câmara, Paulo Madureira (PP). Será uma espécie de “contrapartida social” da Universal em troca da liberação para construção e funcionamento do megatemplo que será inaugurado em março em frente à Câmara.

O local terá capacidade para 2.850 pessoas e tem custo estimado, não confirmado pela igreja, do bispo Edir Macedo, dono da TV Record, de R$ 20 milhões.

O projeto da nova praça já foi aprovado. A previsão é que as obras durem, no máximo, 90 dias. A construtora Engiurd, de Santo Amaro, a mesmo que construiu o templo, será responsável pela reforma.

Estão previstos a retirada de todas as grades em volta da Câmara e a criação de duas grandes áreas verdes com bancos e espaço para passeio.

Além disso, todo o calçamento será trocado, inclusive nos prédios que circundam os Correios e a delegacia da Polícia Civil. A reforma prevê ainda a colocação de 21 novos bancos de madeira, o plantio de 25 espécies de árvores e a instalação de lâmpadas mais fortes.

A Universal se comprometeu ainda a cuidar do espaço pelo período de um ano.

“Acho que essa reforma servirá de exemplo para os empresários e mostrará que a adoção de praças é viável ”, disse o presidente da Câmara, Paulo Madureira (PP).

Ele discute ainda a colocação de dois bancos com cobertura de fibra de carbono – semelhante ao usado no Calçadão da Batista de Carvalho – em toda a frente do Legislativo. “Se não conseguirmos incluir isso na obra, vou pedir para a prefeitura fazer”, disse Madureira.

Questionado se é ético a Universal pagar a reforma e se isso não poderia comprometer a isenção do Legislativo, Madureira diz que não vê problema. “A Câmara é independente”, se defendeu.

Próximo alvo é o prédio do Legislativo

Paulo Madureira afirmou que em 2008 irá reformar o prédio da Câmara. O edital de licitação já está sendo preparado e a previsão de gastos é de R$ 100 mil.

“Vamos pintar, melhorar os banheiros, a parte hidráulica, trocar o teto, enfim, fazer uma reforma completa”, disse o presidente do Legislativo.

Outro objetivo, esse mais imediato, é colocar o site da Câmara no ar. A licitação já foi aberta.

Fonte: Jornal Bom Dia Bauru