O pré-candidato democrata à Casa Branca Barack Obama começa a sentir os efeitos da volta da polêmica de seu ex-pastor Jeremiah Wright à mídia. Segundo pesquisa New York Times/CBS News, Obama perdeu 18 pontos percentuais de sua vantagem em relação à outra pré-candidata democrata Hillary Clinton.

De acordo com a sondagem, 51% dos eleitores democratas esperam que Obama ganhe a nomeação partidária, uma queda muito significativa dos 69% que, há apenas um mês, apoiavam o senador por Illinois.

A pesquisa de abril, indica que 48% dos eleitores dizem que Obama tem mais chances de vencer o provável candidato republicano John McCain nas eleições gerais. Em março, este número era de 56%.

O New York Times/CBS News realizou o estudo entre os dias 25 e 29 de abril, dias em que o reverendo Jeremiah Wright fez diversas aparições na mídia e reiterou seus comentários controversos sobre o país, que considera fundamentalmente racista.

Em evento no National Press Club, em Washington, Wright confirmou todas as suas declarações divulgadas amplamente na televisão e na internet no começo de março.

“Você não pode fazer terrorismo com outras pessoas e esperar que ele não volte”, disse, quando questionado sobre um sermão no qual disse que os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001 foram uma retaliação à política externa dos Estados Unidos.

Ele também não se retratou de sua declaração de que o governo dos EUA criou o vírus da Aids para matar os negros. “Baseado no que ocorreu aos africanos neste país, eu acredito que o nosso governo é capaz de fazer qualquer coisa”.

A equipe de campanha de Obama teve de enfrentar a volta da polêmica Wright logo após um mau momento na disputa democrata, com a derrota por dez pontos percentuais para Hillary na Pensilvânia.

Disputa prolongada

A pesquisa “NYT”/CBS também mostrou que os eleitores democratas não vêem um fim próximo para a disputa pela nomeação. Cerca de 70% dos eleitores prevêem que o candidato democrata para as eleições gerais não será decidido antes da convenção nacional democrata, em 25 de agosto, em Denver, data da oficialização do nomeado.

A maioria dos entrevistados diz também que a prolongada corrida democrata afetará eventualmente as chances do Partido Democrata contra McCain.

A pesquisa ouviu 1.065 adultos e tem uma margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Valores

Uma outra pesquisa conduzida no mesmo período pelo “NYT/CBS” avaliou o reconhecimento e ligação dos eleitores com os valores defendidos pelos candidatos à Casa Branca.

Neste cenário, Obama também sofreu uma queda, de 50% no mês passado para atuais 45% dos eleitores que dizem se identificar com seus valores e história de vida.

Esta queda pode indicar que as polêmicas recentes envolvendo o senador –os comentários de Jeremiah Wright e a fala de Obama sobre os moradores de pequenas cidades rurais amargurados pelas dificuldades econômicas que se apegam a armas e religião, mostram seu efeito negativo no apelo de Obama entre os eleitores.

Entre os moradores de pequenas cidades e Condados rurais, o apoio de Obama caiu de 46% para 31%. Entre os eleitores mais velhos, a queda foi ainda maior, de 52% para apenas 36%.

Esta pesquisa ouviu 1.006 eleitores, de 25 a 29 de abril e tem uma margem de erro de 3,1 pontos para mais ou para menos.

Fonte: Folha Online