A primeira mulher bispo sufragáneo da Igreja Episcopal de Cuba, América Latina e o Caribe, a reverenda cônega Nerva Cot Aguilera, foi consagrada neste domingo em Havana, informou a imprensa local.

Cot Aguilera, de 69 anos, disse à televisão cubana que “é um orgulho” sua ordenação como bispo, ao tempo que considerou que o fato de ter chegado a se transformar em bispo quer dizer que seu país “tem um grande prestígio internacional”.

A bispo cubana estava destacada atualmente como cônega da Catedral da Santíssima Trindade de Havana, onde ocorreu a cerimônia de nomeação.

Durante a cerimônia, o reverendo Miguel Eduardo Tamayo Zaldívar, bispo da Igreja Episcopal da ilha, reconheceu os valores dos novos ordenados e qualificou de “um marco” na história do episcopado na América Latina a nomeação de uma mulher como bispo pela primeira vez.

Cot Aguilera estudou teologia em 1957, para se preparar como missionária, e em 1986, após fazer parte do grupo de três primeiras mulheres ordenadas.

Fonte: EFE