O padre Manoel de Oliveira Manangão, 55 anos, há 3 meses à frente da paróquia Santa Margarida Maria, na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro, está sendo ameaçado de morte.

Na manhã de sábado, a secretária da Igreja atendeu a ligação de um homem dizendo que o padre, que celebrava uma missa na hora, merecia “um tiro na cabeça”.

Manangão avisou a Polícia Federal, que lhe recomendou que não ande sozinho nem faça os mesmos percursos. “Estou assustado. O desconhecido disse exatamente assim: ‘Esse otário desse padre merece um tiro na cabeça’. Não posso imaginar de quem partiu essa agressão e muito menos por que”, afirmou ele, que trabalhou 23 anos na Rocinha, onde nunca sofreu nenhum tipo de violência.

Fonte: O Dia