O sacerdote colombiano Noé Mujica oficiou ontem uma missa na igreja La Merced, em Havana, na qual pediu paz, liberdade dos seqüestrados, desaparecidos, deslocados e suas famílias da Colômbia e por Ingrid Betancourt.

Mais de 100 pessoas, entre eles colombianos que moram em Cuba e fazem parte do projeto Tejedores de Paz e fiéis católicos cubanos, assistiram à missa oficiada mensalmente desde dezembro na capital cubana para pedir o fim da violência e do conflito que vive o país.

“Queremos fazer o que como cristãos estamos convocados a fazer por todas as mães e famílias que estão sofrendo, tanto porque estão seqüestradas ou por tantas que morreram por causa da violência na Colômbia e no mundo todo”, assinalou Mujica à Agência Efe.

O sacerdote disse que também realizava suas orações em favor da libertação da ex-candidata presidencial seqüestrada pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Ingrid Betancourt.

“Há uma agressividade tão grande, uma crise de valores, de egoísmo, de violência que nos prejudica e não podemos ficar indiferentes e temos que acordar de nossa indolência e indiferença, pois são pessoas que sofrem e precisamos dizer algo”, acrescentou.

Fonte: EFE