Duas coroas de uma estátua de Nossa Senhora de Fátima roubadas de um seminário em Erechim, no Norte do Rio Grande do Sul, reapareceram depois de uma “ameaça” do padre.

As peças, usadas apenas em dias de procissão, sumiram durante a missa de sexta-feira (11). No sermão de sábado (12), o padre rogou uma praga na pessoa que levou os objetos, desejando que “ela não tivesse sossego até devolvê-los”.

No domingo (13), os adornos foram deixados na porta do seminário. Segundo o próprio padre, a praga foi desfeita.

Em uma igreja de Porto Alegre, no entanto, os apelos do padre foram suficientes. No domingo, após a ultima missa, um homem armado rendeu duas ajudantes da paróquia. Outros dois bandidos disfarçados de fiéis atacaram o funcionário que cuidava da porta. Ele foi obrigado a levar o trio à ala residencial, onde mais quatro pessoas foram rendidas _entre elas, dois padres.

A ação durou uma hora. Os reféns foram levados para uma sala nos fundos da igreja e só conseguiram sair após a porta ser arrombada. Foram roubados pelo menos R$ 2 mil, além de três câmeras digitais e seis telefones. Ninguém foi preso em nenhum dos casos.

Fonte: G1