O papa Bento 16 chegou ao Brasil, nesta quarta-feira, para sua primeira visita à América Latina como chefe da Igreja Católica, com o objetivo de conter a perda de fiéis na região.

Em seu pronunciamento inaugural no país, o papa defendeu a preservação de valores “radicalmente cristãos” e aproveitou para abordar temas polêmicos, como a posição da igreja contrária ao aborto e à eutanásia.

“Sei que a alma deste povo (brasileiro), bem como de toda a América Latina, conserva valores radicalmente cristãos que jamais serão cancelados”, afirmou o papa, na Base Aérea de São Paulo, em Cumbica.

“Estou certo que em Aparecida, durante a Conferência Geral do Episcopado, será reforçada tal identidade, ao promover o respeito pela vida, desde a sua concepção até o seu natural declínio, como exigência própria da natureza humana”, acrescentou.

Bento 16 foi recepcionado na aeronave pelo núncio apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, e pelo presidente da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), dom Geraldo Majella.

Ao descer para a pista de pouso, o pontífice, de 80 anos, foi recebido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela primeira-dama, dona Marisa. Lula estendeu uma mão para cumprimentar o pontífice, que retribuiu com as duas.

Sorridente, Bento 16 acenou ao pisar em solo brasileiro. Com passos rápidos, se dirigiu ao hangar onde seria realizada a cerimônia oficial para sua chegada, conversando com Lula e acompanhado do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone.

O avião com o papa aterrissou às 16h, após uma viagem de cerca de 12 horas, trazendo 70 jornalistas. A comitiva papal é de 101 pessoas.

Em seu discurso de boas-vindas, Lula disse que a Igreja Católica tem uma história de parceria com o governo no Brasil nas ações sociais em favor da dignidade humana. O presidente reafirmou a importância da família para o governo brasileiro em sintonia com os valores da Igreja.

Durante sua permanência no país, Bento 16 irá celebrar a missa de canonização do primeiro santo brasileiro, frei Galvão, na sexta-feira, e abrirá a 5a Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, no domingo.

Fonte: Reuters